LINHAÇA, ÓLEO DE LINHO E SUAS VIRTUDES

O linho é uma planta antiquíssima, já cultivada na velha Babilónia. Pensa-se que os Egípcios já aproveitavam as suas sementes ricas em óleo para efeitos terapêuticos

A linhaça é considerada como  um alimento de grande poder nutricional por conter carboidratos, proteínas, gorduras e fibras. Na  sua composição encontram-se ómega 3 e ómega 6, o que lhe confere o poder de proporcionar aumento das defesas do sistema imunitário e redução do ritmo de envelhecimento celular.

Vários estudos indicam  que o consumo regular das sementes de linhaça ajudam a normalizar os níveis de colesterol, a diminuir o peso,  favorecer o controle dos níveis de açúcar no sangue.

No processo digestivo a linhaça está  altamente considerada  na prevenção e cura de enfermidades do cólon, obstipação intestinal, regeneração da flora intestinal e destruição de gazes gástricos.

O consumo de linhaça melhora as funções do sistema nervoso e promove uma sensação de calma porque contém  nutrientes que influenciam mais os neurotransmissores.

O uso regular da linhaça diminui o risco de doenças cardiovasculares, por conter uma substância denominada  taglandina, que regula a pressão sanguínea e a função arterial, exercendo ainda  uma importante actividade no metabolismo do cálcio e energia.  Uma forma de beneficiar com muita eficácia das potencialidades da linhaça é consumir o óleo de linho que é obtido das sementes por compressão a frio que contém compostos proteicos de grande valia e numerosos efeitos curativos. O óleo gordo combinado com a mucilagem das sementes converte-as num meio de normalização intestinal.  A linhaça actua como estimulante das paredes intestinais e, pela sua influência, sobre a presença no intestino de bactérias tóxicas na maioria dos seres humanos. Os processos de putrefacção e fermentação normalizam-se, o que se pode facilmente observar pelo desaparecimento do mau cheiro das fezes.

Dos benefícios relevantes pela utilização desta preciosa semente são o vigor físico e a energia intelectual porque a linhaça aumenta o coeficiente metabólico e a eficácia na produção de energia celular. Constitui também uma ajuda importante no controle do apetite e do peso por conter grandes quantidades de fibra que promove a sensação de saciedade.

O uso diário por toda a família representa um acto de inteligência alimentar.                                                                   

Juvenal Silva (Naturopata)

Cédula Profissional 0300193 – ACSS

     

emSaúde Natural
This service has regrettably been disabled. This message is purely being displayed as to not cause any damage to any website connected to this feature.

Construído por: InforEco Torres Novas