DIA MUNDIAL DA ALIMENTAÇÃO

Dia Mundial da Alimentação (16 Outubro 2012)Comemorou-se no dia 16 de Outubro o dia mundial da alimentação, com o objetivo de alertar para a necessidade da produção alimentar. Alertar para a problemática da fome, pobreza e desnutrição que grassa pelo mundo e, reafirmar o direito à alimentação. O objetivo desta efeméride iniciada hà 34 anos, é chamar a atenção do mundo inteiro para a fome e insegurança alimentar que afeta mais de 800 milhões de pessoas. Contudo, vivemos num mundo de paradoxos aberrantes, porque enquanto uma parte da população mundial está a morrer de fome, outra parte está ameaçada pela obesidade, devido aos excessos e erros alimentares.
Neste espaço e, por dever e imperativo de consciência, continuaremos a proclamar os sábios ensinamentos de Hipócrates: “Que o teu alimento seja o teu medicamentoe o teu medicamento o teu alimento”.
Como ter uma alimentação equilibrada – Uma nutrição saudável deverá considerar as necessidades específicas das diferentes fases da vida, desde a idade infantil até à fase adulta, ou seja, comer de tudo em proporções adequadas, evitando o que é nocivo à vitalidade física e mental.
Alimentos completos e variados – Cada grupo de refeições deverá incluir alimentos diferentes e cubrir as necessidades de todos os nutrientes, para que as crianças possam crescer e desenvolver harmoniosamente e os adultos tenham uma vida saudável.
Uma alimentação desiquilibrada poderá desencadear deficiências, tais como cansaço, desinteresse e apatia, irritabilidade e mal-estar generalizado, podendo em casos mais severos, induzir à morte por ataque cardíaco, trombose, etc.
É importante comer muitos legumes e verduras, bem como fruta entre refeições e beber água, tisanas ou sumos naturais. Comer alimentos ricos em fibras, como soja, feijão, milho, arroz, massa, pão integrais. A carne vermelha e derivados deverão ser evitadas, pois existem estudos que confirmam que o consumo diário aumenta significativamente a taxa de mortalidade. Os sumos açucarados, os refrigerantes, os alimentos processados, são grandes vilões da saúde.
Recordo a sopa, de interesse fundamental e, que tão bem foi descrita pelo Dr. Emilio Peres em “ O elogio da sopa”:

“A sopa, tal como a nossa tradição a concebe, é soberba manifestação da cultura mediterrânica por duas razões: pelo modo como se confecciona e, pelo facto de conjugar variados alimentos, predominantemente de origem vegetal. Quanto ao valor nutricional a sopa é imbatível. O caldo nem se limita a ser harmonizador metabólico, nem a mero veículo de nutrimentos. É autêntica tisana medicinal(…)”

Juvenal Silva (Naturopata)

Cédula Profissional 0300193 – ACSS

emSaúde Natural
This service has regrettably been disabled. This message is purely being displayed as to not cause any damage to any website connected to this feature.

Construído por: InforEco Torres Novas