CAFÉ – PLANTA MEDICINAL DE GENEROSAS VIRTUDES

O café é uma das bebidas mais consumidas mundialmente e, é cultivado em mais de 70 países, sendo o Brasil e a Colômbia os maiores produtores mundiais.

O café contém mais de uma dezena de compostos bioactivos que se desenvolvem durante o processo de torrefação. A cafeína, álcool, compostos fenólicos (antioxidantes), representam os 3 compostos com maiores níveis de concentração.

Efeitos do café na saúde – Existem vários estudos clínicos sobre o consumo de café e a redução de doenças crónicas, em que os pesquisadores reconhecem grandes vantagens sobre a diabetes tipo 2, doenças cardiovasculares, doenças cancerosas, doenças do fígado, cálculos biliares, doenças de parkinson, alzheimer e gota.

Estimula o sistema nervoso central, principalmente a nível do raciocínio e concentração, estimula o corpo, eleva a energia e evita a fadiga.

Desempenho atlético e desportivo – A cafeína tem demonstrado efeitos benéficos na performance atlética, por contribuir para a preservação das reservas de glicogénio durante o exercício, ou seja, tem efeitos na adrenalina, contracção muscular, diminui sensação de cansaço e aumenta a resistência. O impacto é sentido uma hora após a sua ingestão.

INVESTIGAÇÕES RECENTES: 

Em Portugal, foi criado em 2001, um grupo de trabalho liderado pelo Dr. Rodrigo Cunha e, mais 15 investigadores, no Centro de Neurociências da Universidade de Coimbra, que tem vindo a estudar o efeito da cafeína como normalizador do funcionamento do sistema nervoso central, como doenças do humor e, em crianças que apresentem défice de atenção e hiperactividade. Os resultados são muito positivos e promissores

ÚLTIMA INVESTIGAÇÃO CHEGADA DOS ESTADOS UNIDOS

O Dr. Steven Miller da Universidade de Bethesda, descobriu que o cortisol tem o seu pico de produção entre as oito e as nove da manhã e, afirma que tomar cafeína neste período tem pouco impacto, pois o nosso corpo já está a produzir substâncias que nos deixam estimulados.

Segundo a teoria o Dr. Miller, a melhor forma de aproveitar os benefícios do café será de coordenar a ingestão do café com a produção de cortisol, ou seja, entre 9h30 e 11h30 ou 13h30 e 17h ou 19h e 21h, aproximadamente.

Excepcional será tomar antes das oito horas sem a presença de cortisol.

ESTES ESTUDOS CONTEMPLAM APENAS O USO MODERADO DE CAFÉ NÃO ASSOCIADO AO TABACO E  ÁLCOOL

Juvenal Silva (Naturopata)

Cédula Profissional 0300193 – ACSS

emSaúde Natural

Construído por: InforEco Torres Novas