A MEMÓRIA JÁ NÃO É O QUE ERA – O QUE FAZER PARA MELHORÁ-LA

artigoO que é a memória? É uma faculdade de conhecimento que temos para adquirir, registar e guardar informação. É através do processo de memorização que somos capazes de falar, de aprender, ler e, actuar em todos os processos da nossa vida. Sem memória o que seria do ser humano? Será que a memória será igual para sempre? O que pode desencadear lapsos de memória? O que fazer para melhorá-la?
É sabido que com o tempo, é indispensável manter e estimular esta função, pelo que devemos estabelecer algumas estratégias de forma a permanecermos em plena actividade com qualidade.
Em 2011 foi publicado na revista “Journal of Neuroscience”, que o sono desempenha um papel importante na consolidação da memória de informações recebidas durante o dia. A falta de sono, ou a má qualidade do sono, prejudicam a qualidade da memória. Assim, a falta de sono provoca uma diminuição da concentração e capacidades cognitivas. Por conseguinte, é indispensável dar a devida importância ao momento de dormir, ao momento de descanso, porque o sono é um dos factores naturais para o bom funcionamento da memória.
Alimentação racional e variada estimula a memória  -  É fundamental comer bem e de forma equilibrada, evitando as gorduras saturadas, os açúcares e o excesso de sal. Fazer as refeições em horários regulares e, evitar alimentos ricos em calorias e carboidratos, particularmente ao almoço e jantar, porque provocam sonolência e prejudicam a actividade da memória. O pequeno-almoço é de elementar importância e tem sido provado em variadíssimos estudos que uma refeição matinal melhora os factores cognitivos, como a concentração e memória, assim como o bom desempenho no tempo de reacção. Os melhores alimentos para a memória devem ser ricos em Ómega 3, fibras, cereais, frutas completas, queijo, iogurte, mel, pólen, geleia real. Respeitar os horários das refeições é muito bom porque promove o equilíbrio do organismo.
Actividade física e mental estimulam a memória – Existem campanhas por todo o mundo a exortar as pessoas ao exercício físico, com uma duração média recomendada de 30 minutos por dia, factor essencial para o bem-estar, auto-estima, fortalecimento do sistema imunitário, preservação da função muscular e neurológica, promovendo uma importante actividade de oxigenação, benéfica para a memória e maior capacidade de concentração.
“Exercitar a memória lendo, Treinar a memória jogando”
“Deus concedeu-nos o dom de viver, compete-nos a nós viver bem”

(Voltaire)

Juvenal Silva (Naturopata)

Cédula Profissional 0300193 – ACSS

Se necessitar de alguma informação, por favor, não hesite porque estamos sempre ao seu dispor!

emSaúde Natural

Construído por: InforEco Torres Novas